É tempo de armar aos tralhões. Lembrei-me disso há dias e há muitos anos que não pensava no caso.

Os tralhões são umas pequenas aves de arribação da Ordem dos Pássaros e da família dos Muscicápidas, também conhecidos por papa-moscas, fura-figos, moscanho, tarrascas, etc. Muito semelhantes ao Pisco mas sem papo amarelo. O papo e a parte inferior são de cor clara, próxima do branco.

 Dizia-se que os tralhões vinham de África no final do Verão e que se cruzavam com as andorinhas que iam para África e as quais eles apupavam: Eh, andorinhas malucas, foram poucas e vieram muitas! Ao que elas respondiam : Eh, tralhões loucos, vão muitos e virão poucos! Devendo-se isto ao facto de os tralhões serem caçados e as andorinhas não. As andorinhas dizia-se serem aves de Deus, pois quando a Sagrada Família fugiu para o Egipto as andorinhas seguiam atrás e rapavam  as pegadas do burro e do S. José para as dissimular, a fim de que ninguém conseguisse segui-los. De facto as andorinhas além de “simpáticas” são mais domésticas, mais urbanas e são um pássaro pequeno que não tem que comer. O tralhão é maiorzinho e normalmente gordo.

 Lembro-me do levantar ainda de noite para ir com o meu avô armar as ratoeiras ao romper do dia pelas leiras, prado ou carvão.

Do alto dos meus 9 anos, que orgulho quando a caçada era boa de regressar a casa, atravessando o Povo com um "colar de tralhões" ao pescoço e ouvindo as pessoas que cruzava dizerem-me :  

 - " parabéns rapaz és mesmo um bom caçador !...".   

Então olhava para o meu avô, e este me sorria simplesmente com um olhar cheio de amor.              Nesse momento era a criança mais feliz do mundo............

                                                                   Tralhão    Tralhão